Cidades

ESCOLA JOSÉ GAZOLA: Novo uso do prédio segue sem definição

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) lamentou, na tarde desta quarta-feira (13), a falta de decisão oficial sobre o fechamento da unidade do Senai José Gazola e a condição
14 de março de 2019

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) lamentou, na tarde desta quarta-feira (13), a falta de decisão oficial sobre o fechamento da unidade do Senai José Gazola e a condição ociosa do prédio. Localizada no Bairro São José, a instituição atendia, desde a década de 1980, mais de 400 jovens todos os anos. A manifestação do parlamentar se deu em reunião promovida por ele, com a presença do diretor do Senai Mecatrônica, Fabiano Rath; do secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego, Emílio Andreazza; e do presidente da Comissão de Educação da Câmara, vereador Edson da Rosa/MDB.

A atividade foi realizada como continuidade do encontro de 6 de fevereiro, quando o diretor regional do Senai RS, Carlos Trein, esteve em Caxias e falou sobre a necessidade da arrecadação de R$ 3 milhões para as adequações do prédio e de maquinário. Na ocasião, foi trazida a informação extra-oficial de que o terreno onde está o Senai José Gazola foi doado pelo Município. Na reunião desta quarta, o diretor do Senai Mecatrônica confirmou a doação e explicou que a benfeitoria foi construída pela entidade.

Meneguzzi criticou a falta de uma decisão final sobre o prédio. Segundo ele, apesar de o Senai RS dizer que não está nada definido, a decisão de encerrar as atividades e abrir novos cursos na unidade Mecatrônica está tomada. “Não tem decisão, mas não tem mais alunos lá. Já que está fechado, precisamos saber o que será feito com o prédio. Queremos que esse lugar continue sendo espaço de profissionalização para a Zona Norte”, cobrou.