Esportes

COPA AMÉRICA: Brasil inicia período de treinamentos

Volante Arthur esteve no time titular de Tite na quinta-feira
31 de maio de 2019 às 12:44
Foto: Lucas Figueiredo, CBF, Divulgação

Faltando duas semanas para o começo da Copa

América 2019, que ocorrerá no Brasil, a Seleção Brasileira intensifica os treinos na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). No dia 14 de junho, o Brasil estreia diante da Bolívia, no Estádio do Morumbi, às 21h30. Será a primeira partida da competição, que tem decisão agendada para o Estádio Maracanã, em 7 de julho.

Nesta quinta-feira (30), grande parte dos atletas já havia se apresentado à Seleção, e Tite comandou um dos primeiros trabalhos com bola no gramado. O volante

Arthur atuou no time titular, ao lado de Neymar Jr, que havia sentido pancada no tornozelo durante a semana passada, mas não preocupa. Na quarta-feira (29), Tite confirmou a braçadeira de capitão para Daniel

Alves.

Em sua 46ª edição, a Copa

América ocorrerá no Brasil pela quinta vez.

A última edição que o país sediou foi a de 1989, quando o Brasil foi campeão ao vencer o Uruguai na decisão.

Apesar do revés, o Uruguai é a seleção com mais taças da Copa

América, com 15.

A

Argentina tem 14 títulos, e o Brasil é terceiro colocado com oito.

A Copa

América será disputada em seis estádios: Morumbi,

Arena Corinthians, Fonte Nova, Mineirão,

Arena do Grêmio e Maracanã.

Assim como ocorreu na Copa do Mundo de 2014, a Conmebol e a FIF

A estão empenhadas em impedir que torcedores estrangeiros envolvidos em episódios de violência nos estádios entrem no país. Nos seis estádios citados, a Conmebol utilizará sistema de reconhecimento facial.

Fora das cidades-sede, o Governo Federal tem articulado ações para impedir a entrada de fãs violentos no país.

A Polícia Federal trabalha nos portos e aeroportos para identificar alvos que possam significar ameaças.

A Polícia Rodoviária Federal também é peça-chave do sistema de segurança, vigiando os acessos de via terrestre na fronteira do Brasil.

Grupos

Seleções

A

Brasil, Bolívia, Peru e Venezuela

B

Argentina, Catar, Colômbia e Paraguai

C

Chile, Equador, Japão e Uruguai