Política

CASO MAGNABOSCO: Comitiva busca apoio em Brasília

Nesta terça-feira (19), a comitiva formada por vereadores, procuradores do Município e pelo deputado estadual Neri, o Carteiro/SD, cumpriu agenda de compromisso em Brasília para
20 de março de 2019

Nesta terça-feira (19), a comitiva formada por vereadores, procuradores do Município e pelo deputado estadual Neri, o Carteiro/SD, cumpriu agenda de compromisso em Brasília para buscar apoio visando reverter posição desfavorável à Prefeitura no caso Magnabosco. "É difícil imaginar as dificuldades que os caxienses terão que enfrentar caso o Município seja obrigado a pagar R$ 600 milhões”, afirmou o parlamentar.

Foram visitados os deputados federais Ronaldo Santini/PTB, Marcell Van Haten/NOVO, Giovani Feltes/MDB e Bibo Nunes/PSL, e os senadores Luis Carlos Heinze/PP, Lasier Martins/PODE e Paulo Paim/PT. Ao longo da sessão plenária do Senado desta terça, os três senadores gaúchos repercutiram o caso.

Heinze mencionou a importância do processo para Caxias do Sul e região. Paim se disse triste em saber que a sua cidade natal, Caxias do Sul, enfrenta o famoso Caso Magnabosco, e apelou para que haja sensibilidade no processo. Lasier mencionou que a bancada gaúcha está aderindo à causa de Caxias do Sul. A secretária de Relações Federativas e Internacionais do Governo do Rio Grande do Sul, Ana Amélia Lemos, também recebeu o grupo e teve acesso aos documentos que explicam os passos dessa decisão judicial.

Os vereadores Adiló Didomenico/PTB e Felipe Gremelmaier/MDB classificaram as visitas como positivas. Eles destacaram que todos os deputados e senadores se sensibilizaram com a situação e estão à disposição, independentemente da sigla partidária, para ajudar o Município a repercutir esse assunto, mostrando tecnicamente como o processo está sendo levado. A comitiva volta para Caxias do Sul no fim da tarde desta quarta. Ao longo do dia ocorrerão mais visitas a outros parlamentares gaúchos. O julgamento no Superior Tribunal de Justiça está marcado o dia 27 de março.