Cidades

Aumenta o número de mulheres ao volante

As mulheres estão aumentando sua participação no trânsito de Caxias do Sul e, cada vez menos, se envolvem em acidentes e em casos de imprudência. Levantamento da Secretaria
13 de março de 2019

As mulheres estão aumentando sua participação no trânsito de Caxias do Sul e, cada vez menos, se envolvem em acidentes e em casos de imprudência. Levantamento da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM) mostra que a cidade ganhou 3,6 mil novas condutoras nos últimos dois anos. O número passou de 85.514 em dezembro de 2016 para 89.302 mulheres habilitadas até janeiro deste ano, crescimento de quase 5%. Apesar de ampliarem a presença ao volante e de serem mais da metade da população caxiense, elas representam apenas 36,6% dos 243.599 condutores aptos para dirigir na cidade.

Mesmo que a estatística não permita apontar responsabilidades nos acidentes de trânsito, a cada 10 ocorrências de colisões atendidas pela Fiscalização do Município no ano passado, 2,5 envolviam condutoras mulheres. E, no número de vidas perdidas, a participação feminina também é pequena. Das 33 mortes registradas no trânsito de Caxias do Sul no ano passado, 10 foram de mulheres (30%). Nos casos de embriaguez ao volante, dos 1.027 condutores flagrados alcoolizados no ano passado, 96 foram mulheres, só 9% das ocorrências.

A motorista Eliane Frizzo é taxista há 11 anos e percebe o crescimento do número de mulheres no trânsito de Caxias do Sul. Para ela, é possível driblar as dificuldades com gentilezas e boas ações. "Ser mulher no trânsito ainda é bastante complicado, principalmente nos horários de pico, quando as pessoas estão mais apressadas. Mas sempre levo qualquer xingamento com paciência, bom humor, porque estou fazendo o meu melhor para que os passageiros possam chegar ao seu destino", afirma.

Na avaliação do secretário Cristiano de Abreu Soares, as mulheres dão exemplo quando o assunto é prudência e segurança no trânsito. "A condição de bom ou mau motorista independe do sexo do condutor. Mas é visível que as mulheres são mais atenciosas e cuidadosas no trânsito, ao mesmo tempo em que crescem no comando dos seus veículos e seguem se envolvendo menos nos acidentes e nos casos de embriaguez. São comportamentos que devem ser seguidos por todos, independente do gênero", reforça.

Caxias do Sul tem 77.664 mulheres habilitadas para dirigirem automóveis (categoria B). Em 2016, eram 74.779. Também cresceu o número de mulheres com a categoria A para pilotarem motocicletas. São 1.152 motociclistas aptas na cidade, contra 1.042 registradas em 2016.

 

Mecânica do Batom

 

Pensando no reforço à segurança e à prudência no trânsito a Escola Pública de Trânsito, departamento da SMTTM, promove há 11 anos o curso de Mecânica de Batom. A atividade reúne mulheres, condutoras ou não, para um encontro com teoria e prática, ampliando ainda mais o conhecimento sobre boas práticas no trânsito. Novas turmas serão programadas para os próximos meses.