Cidades

Acidentes de trabalho têm alta de 13% na Serra

29 de abril de 2019 às 12:11

O número de acidentes e distúrbios no ambiente do trabalho cresceu 13% ano passado sobre o anterior, com o registro de 12.842 casos. É o segundo ano seguido com elevação, pois em 2017 em relação a 2016 a alta foi de 12%. Os dados foram relevados por Ida Marisa Straus Dri, fisioterapeuta do Conselho Gestor do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador, durante o 11º Seminário de Saúde do Trabalhador de Caxias do Sul e Região, realizado nesta sexta (26), na Câmara de Vereadores. Os números referem-se a 49 municípios de abrangência da 5ª Coordenadoria Regional da Saúde.

Segundo as indicações, Caxias do Sul responde por algo próximo a 38% do total, com 4.851 registros. A indústria de transformação é o segmento em que mais trabalhadores se acidentam.

A região também registrou aumento de acidentes graves. No ano passado, foram 1.259, alta de 25% sobre 2017. Destes, 667 foram em Caxias, 53% do total. “Provavelmente, a precarização dos ambientes de trabalho é a principal determinante”, indicou Ida. Apenas o número de mortes apresentou variação negativa de 30%. Há registros de 48 casos, dos quais 16 em Caxias do Sul, dois a mais do que em 2017.